Borboleta Amarela

Coisa mais linda a Borboleta
Que brotou na minha janela…
Todas as cores, uma faceta:
Como não amar ela?

Imagem 1

Ventura carregando encanto
Passou rente à minha presença,
Pousou breve e fez meu canto
Num instante, sem licença.

E me visita sem hora marcada
Marcando as horas com sua visita,
Trazendo estilo onde antes o leve,
Levando o Tempo enquanto se agita.

Presente raro a Borboleta realiza
Enquanto recolho o que resta dela:
O ar desloucado, a tênue brisa,
O sopro sereno na varanda singela.

Por um lado, encontro e pró cura
Por Outro inexiste, mas por um segundo…
Como é bela a Borboleta que dura
No bater das asas que criam o mundo.

Sandra N. Flanzer, inédito

Email

Metamorfrases

Que a libélula se torne liberta
Que a métrica extrapole a meta
Que os rastejantes virem voa dores
Para o corte, vir em cores.

Que a cigarra, com garra, se desgarre
Transformada, que a frase mude a fase
Que as rasas asas transmutem à altura
Pra que a amargura se converta em amar cura.

Sandra N. Flanzer, inédito

Email