Letrama

Calma, alma!
Sossegue, não se afobe.
A vida é um arrepio que sobe
Quando abaixo o faixo do trauma.

Anda, chama!
Meta o pé na lama que move.
A vida é uma letra que trama
Quando o drama se dissolve.

Sandra N. Flanzer, inédito

Email