De Lírio

De Lírio

 

Deflorar a língua, até virar delírio

De florar à míngua, até virar de Lírio

Até virar delira…

Até vir ar de lira.

 

Inédito

Email

Comentário sobre “De Lírio

  1. Sandra querida

    Ler a sua poesia é um permanente fascínio.
    É admirável o seu domínio das palavras e o efeito que delas extrai.
    Que a sua lira continue nos deliciando, com a sua música.

    Bj grande, grande poeta!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>