Letrama

Calma, alma!
Sossegue, não se afobe.
A vida é um arrepio que sobe
Quando abaixo o faixo do trauma.

Anda, chama!
Meta o pé na lama que move.
A vida é uma letra que trama
Quando o drama se dissolve.

Sandra N. Flanzer, inédito

Email

Comentário sobre “Letrama

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>